No próximo sábado teremos no programa Sala de Música a participação do cantor, compositor e músico Celso Fonseca, isso na primeira parte, e no bloco final do produtor musical Thiago Marques Luiz.

O Celso é mais conhecido no exterior como cantor e aqui no Brasil como compositor, ele é o autor do grande sucesso “Sorte” que foi eternizada na voz de Gal Csota.

Como produtor o Celso já produziu trabalhos para Caetano Veloso, entre outros grandes nomes.

O Thiago é uma jovem revelação, com apenas 25 anos, já produziu dois álbuns, ambos dedicados a dois grandes nomes da mpb, um dedicado à obra de Maysa e o mais recente (foco da nossa entrevista) dedicado à compositora Dolores Duran.

No ano em que se comemora os 50 anos da “bossa nova” Thiago, durante a gravação do programa, antecipou um trabalho que pretende realizar dedicado a outro grande nome da música brasileira, Elizeth Cardoso.

Em 1958 Elizeth gravou o LP Canção do Amor Demais, considerado axial para a “inauguração” deste movimento, que teve seus primeiros suspiros em 1957.

O antológico LP trazia Chega de Saudade, da autoria de Vinícius de Moraes e Tom Jobim, além de Luciana, Estrada branca e Outra vez.

Detalhe: a melodia ao fundo foi composta com a participação de um jovem baiano que tocava seu violão de maneira original, inédita: o jovem João Gilberto.

Ouça um trecho da entrevista com o Thiago Marques:

A seguir vc acompanha a lista com as 10 mais belas canções da música brasileira listadas pelo produtor.

01.O QUE TINHA DE SER (Tom e Vinicius)
02.TERNURA ANTIGA (Dolores Duran)
03.PRA VOCÊ (Silvio César)
04.ÚLTIMO DESEJO (Noel Rosa)
05.O MUNDO É UM MOINHO (Cartola)
06.ILUSÃO À TOA (Johnny Alf)
07.NUNCA MAIS (Dorival Caymmi)
08.RESPOSTA (Maysa)
09.SEM FANTASIA (Chico Buarque)
10.DETALHES (Roberto e Erasmo Carlos)

As entrevistas vão ao ar no sábado, 23/02, às 21h.

Abs.

Olá,

como anunciado em nosso quadro Sala de Música no CBN Total está aqui o ranking dos 10 discos mais vendidos da Sub Pop em seus 20 anos de história.

1. Nirvana, “Bleach” (1989) – 1,6 milhão
2. Postal Service, “Give Up” (2003) – 902,885
3. The Shins, “Oh Inverted World” (2001) – 547,274
4. The Shins, “Wincing The Night Away” (2007) – 500,813
5. The Shins, “Chutes Too Narrow” (2003) – 462,574
6. Hot Hot Heat, “Make Up The Breakdown” (2002) – 282,141
7. Sunny Day Real Estate, “Diary” (1994) – 226,388
8. Iron & Wine, “Our Endless Numbered Days” (2004) – 220,157
9. Iron & Wine, “The Creek Drank The Cradle” (2002) – 133,752
10. Iron & Wine, “The Shepherd’s Dog” (2007) – 133,490

Abs e bom final de carnaval.

Olá, tudo bom?

Olá, tudo bom?

Está quase pronto o programa de carnaval, que irá ao ar no próximo sábado, dia 02/02, às 21h.

Enquanto aquecemos os nossos tamborins as notícias não páram… para quem tem interesse em conferir as fortunas das cantoras divulgadas esta semana pela revista americana de economia Forbes * segue a lista com as vinte mais ricas.

Aguardo seus comentários, críticas e sugestões.

Abs e até breve.

1. Madonna – US$ 72 milhões
2. Barbra Streisand – US$ 60 milhões
3. Celine Dion – US$ 45 milhões
4. Shakira – US$ 38 milhões
5. Beyoncé – US$ 27 milhões
6. Gwen Stefani – US$ 26 milhões
7. Christina Aguilera – US$ 20 milhões
8. Faith Hill – US$ 19 milhões
9. Dixie Chicks – US$ 18 milhões
10. Mariah Carey – US$ 13 milhões
11. Hilary Duff – US$ 12 milhões
12. Avril Lavigne – US$ 12 milhões
13. Martina McBride – US$12 milhões
14. Britney Spears – US$ 8 milhões
15. Carrie Underwood – US$ 7 milhões
16. Nelly Furtado – US$ 7 milhões
17. Fergie – US$ 6 milhões
18. Jennifer Lopez – US$ 6 milhões
19. Sheryl Crow – US$ 6 milhões
20. Norah Jones – US$ 5,5 milhões

* o restante do conteúdo sobre as celebridades pode ser conferido no site da revista http://www.forbes.com

Olá,

nesse início de ano, antes do carnaval, estamos acelerando as gravações do novo “Sala de Música”.

Já passaram pelo estúdio da CBN nomes como Celso Fonseca, Leila Pinheiro e o produtor musical Thiago Marques Luiz, que produziu um disco tributo à obra de Dolores Duran.

O Sala de Música também vai inaugurar um novo quadro, batizado de “Discografia”, onde os nossos convidados vão destacar um disco de sua coleção particular.

A seguir eu preparei uma prévia do que vem por aí com alguns trechos das conversas gravadas.

celso fonseca

leila pinheiro

thiago marques luiz

Abraços e até breve !

Olá !

2008 já começou com várias boas novidades nas lojas.

Eu trago aqui para os ouvintes-internautas duas delas.

A primeira é o projeto em DVD e CD “Agarradinhos”, de Leila Pinheiro e Roberto Menescal, gravado em julho de 2006 através de uma parceria entre os selos dos dois artistas e licenciado pela EMI Music do Brasil.

O DVD traz aproximadamente 100 minutos de imagens, entre a apresentação musical e os extras, divididos em uma entrevista com Leila, uma com Menescal, fotos, making of e o registro de um encontro dos dois artistas na casa de Menescal.

Os dois se conhecem há 21 anos o que sugere uma certa intimidade, por isso, o título “Agarradinhos” confirma a sintonia entre os dois.

O DVD é dirigido por Roberto de Oliveira e tem direção musical de Leila Pinheiro e Roberto Menescal e o CD é produzido em parceira entre os dois talentosos músicos brasileiros.

Ouvir o CD ou assistir o DVD é, antes de mais nada, um passeio pelo Rio de Janeiro: o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, Lagoa Rodrigo de Freitas, Praia de Ipanema… cartões postais tão importantes do Rio, do Brasil e do Mundo.

A música título abre o DVD e o passeio continua por uma sequência de canções do período original da bossa, todas de Menescal com o grande parceiro, Ronaldo Bôscoli num formato que não poderia ser mais apropriado ao encontro: voz, piano e guitarra.

O repertório conta ainda com “Tanto que aprendi de amor”, da Fátima Guedes, um samba-canção que ganhou contornos de um jazz/soul. Outra é “Revendo amigos”, da cantora e compositora Joyce, seguida de “E era Copacabana”, que ela fez com Carlos Lyra.

São tantas canções de bom gosto que o difícil foi escolher uma para deixar como amostra para os ouvintes do Sala de Música, mas está aqui um trecho da faixa dois com aquele pout pourri irresistível…

Um momento especial que marca as Bôdas de Ouro da Bossa Nova, que tem festividades presvistas para todo o ano de 2008.

A segunda boa novidade nas lojas é a caixa “Chorinho do Brasil” lançada pela gravadora Warner Music Brasil, nada mais apropriado nesse aniversário da vinda da corte portuguesa ao Brasil.

Explico:

Quando a Côrte Portuguesa chegou ao Rio de Janeiro a mistura social ocorrida gerou um fenômeno radical, ou seja, o acesso da plebe à cultura erudita da aristocracia européia.

O resultado ?

O Chorão, termo usado para descrever o músico popular qu tocava as danças européias, especialmente a polca, que imprimiu o sentimento herdado dos portugueses e a herança rítmica da presença dos escravos africanos.

Aos poucos a metamorfose natural dessa fusão gerou as primeiras composições de qualidade, o que foi fundamental para o choro que conhecemos como ele é.

Nesta caixa especial CHORINHO DO BRASIL tem um pouco dessa história em forma de música.

Produzida por Carlos Alberto Sion, com textos do musico e pesquisador Henrique Cazes, os grandes clássicos e as músicas mais populares deste importante gênero musical , apresenta entre as musicas mais conhecidas : Brasileirinho, Um a Zero, Carinhoso, Os Oito Batutas, Acerta o Passo,Lamentos, Odeon,Caxinguele, entre outras, num total de 60 fonogramas exclusivos e remasterizados, muito deles inéditos em CD, que trazem de volta mercado os grandes mestres do Choro, em suas espetaculares interpretaçoes.

Entre os artistas participantes, destaque para Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, Epoca de Ouro ,`Baden Powell,Deo Rian, Joao Pernambuco, Eudoxia de Barros, Novos Baianos, A Cor do Som , Joel Nascimento, Radames Gnattali, Dilermando Reis, Ze da Velha, Quinteto Villa Lobos, Camerata Carioca.

Eu separei a música “Pó de Mico” executada por João Pernambuco do CD 1 “Três Mestres do Violão Brasileiro”, que presta homenagem aos músicos e ao violão, importante instrumento, acompanhador dos gêneros primais de nossa música popular: modinha e lundu.

Os outros CDs são:

CD 2 – Um Mestre, Três Discípulos: Jacob do Bandolim, Joel Nascimento, Deo Rian & Armandinho.

CD 3 – Salve Pixinguinha

CD 4 – Ernesto Nazareth – No Original e Recriado

CD 5 – Anos 70 – O Renascimento do Choro

Olá,

um ótimo 2008 para todos !

Dois recados:

O programa “Sala de Música” ex-quadro do programa CBN Noite Total irá ao no próximo sábado com a primeira parte da série “edições especiais – 2007”.

No programa do dia 05/01/2008 os ouvintes internautas poderão conferir trechos das entrevistas com as cantoras Vanessa da Mata e Fabiana Cozza, que este ano conseguiram ótima recepção com seus discos individuais.

—————-

Quem nunca ouviu um “toca Raul” durante um show musical provavelmente emitido por algum fanático pelo artista baiano?

Para acalmar esses tipos o cantor e compositor Zeca Baleiro disponibilizou para download gratuito em seu site http://www.zecabaleiro.com.br uma canção em homenagem os fãs de Raulzito.

É a inédita “Toca Raul”, um “rock baião” que lembra bem a base de um grande sucesso de Raul Seixas, no caso a canção “Como Vovó Já Dizia”.

Se vc curte Raul e já ouviu a canção deixe aqui a sua mensagem para dizer o que achou a iniciativa do artista e da música.

É isso !

07/12/07 15:00:04 Status: Publicado

Seguem as listas de indicados à 50ª Edição do Grammy Awards e das 17 canções que estarão no CD “as Letras que o Brasil Canta” comemorativo aos 110 da Academia Brasileira de Letras que será lançado em 2008.

A dica da cantora Pitty foi postada na quinta-feira e está logo na sequência,

obrigado pelas manifestações, elogios e críticas, bom final de semana e até a próxima semana.

Confira os indicados nas principais categorias à 50ª Edição do Grammy Awards:

Gravação do Ano
Irreplaceable, Beyoncé
The Pretender, Foo Fighters
Umbrella, Rihanna com Jay-Z
What Goes Around … Comes Around, Justin Timberlake
Rehab, Amy Winehouse

Álbum do ano:
Echoes, Silence, Patience & Grace, Foo Fighters
These Days, Vince Gill;
River: The Joni Letters, Herbie Hancock
Graduation, Kanye West
Back to Black, Amy Winehouse

Canção do Ano
Before He Cheats, Josh Kear & Chris Tompkins (Carrie Underwood)
Hey There Delilah, Tom Higgenson (Plain White T’s)
Like a Star, Corinne Bailey Rae (Corinne Bailey Rae)
Rehab, Amy Winehouse (Amy Winehouse)
Umbrella, Shawn Carter, Kuk Harrell, Terius Dream Nash &
Christopher Stewart (Rihanna Featuring Jay-Z)

Novo Artista
Feist
Ledisi
Paramore
Taylor Swift
Amy Winehouse

Álbum Pop Vocal
Lost Highway, Bon Jovi
The Reminder, Feist
It Won’t Be Soon Before Long, Maroon 5
Memory Almost Full, Paul McCartney
Back to Black, Amy Winehouse

Álbum de Rock
Daughtry, Daughtry
Revival, John Fogerty
Echoes, Silence, Patience & Grace, Foo Fighters
Magic, Bruce Springsteen
Sky Blue Sky, Wilco

Álbum de R&B
Funk This, Chaka Khan
Lost & Found, Ledisi
Luvanmusiq, Musiq Soulchild
The Real Thing, Jill Scott
Sex, Love & Pain, Tank

Álbum de rap
Finding Forever, Common
Kingdom Come, Jay-Z,
Hip Hop Is Dead, Nas
T.I. vs T.I.P., T.I.
Graduation, Kanye West

Álbum de World Music
Céu, Céu
Gil Luminoso, Gilberto Gil
Momento, Bebel Gilberto
Djin Djin, Angelique Kidjo
An Ancient Muse, Loreena McKennitt

Relação das 17 canções “inquestionáveis” do CD “As Letras que o Brasil Canta” da Academia Brasileira de Letras:

– Chão de Estrelas (Silvio Caldas/ Orestes Barbosa)
– Casinha pequenina (Domínio público)
– Feitiço da Vila (Noel Rosa/ Vadico)
– Luar do Sertão (Catulo da Paixão/ Cearense/ João Pernambuco)
– Samba da minha terra (Caymmi)
– Odeon (Nazareth/ Vinicius de Moraes)
– O bêbado e a equilibrista (João Bosco/ Aldir Blanc)
– As rosas não falam (Cartola)
– A flor e o espinho (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito)
– Aquarela do Brasil (Ary Barroso)
– A mesma rosa amarela (Capiba)
– Carinhoso (Pixinguinha/ João de Barro)
– Chega de saudade (Tom Jobim/ Vinicius de Moraes)
– Felicidade (Lupicinio Rodrigues)
– Quem te viu, quem te vê (Chico Buarque)
– Amanheceu, peguei a viola (Renato Teixeira)
– Azulão (Jaime Ovalle/ Manuel Bandeira)

É isso.

Olá, tudo bom?

Olá, tudo bom?

Na reta final da Sala de Música do CBN Noite Total estamos com a programação fechada e o cardápio de atrações está variando entre a mpb e o rock nacional.

no próximo dia 08 o casal veterano, da primeira geração do rock nacional, EDUARDO E LUCINHA ARAÚJO conta histórias dos primórdios do rock no Brasil e como o movimento cultural que antecedeu a Tropicália mantém vivo os sucessos e em atividade quase todos os artistas que abriram as portas para a música pop no país.

No dia 15/12 será a vez de DJAVAN. A Sala de Música foi até a casa do artista para gravar esta entrevista onde ele falou sobre todas as músicas do novo disco e os preparativos para a turnê que vai rodar o mundo em 2008.

No dia 22 – O cantor e compositor JORGE VERCILLO com um pouco mais de uma década de carreira chega ao sétimo disco de estúdio “Todos nós somos Um” com maturidade e com um time de convidados de qualidade indiscutível. O artista trouxe seu violão e antecipou o natal aos ouvintes do CBN Noite Total com um set recheado de sucessos, além das músicas do novo CD. O programa está imperdível.

E pra fechar o ano com rock pesado, no dia 29, a baiana mais porreta do rock nacional, Pitty, vai mostrar porque é considerada a melhor representante da geração dos anos 90 no atual cenário da música jovem brasileira. Ela participa do programa para divulgar o DVD/CD (Des) Concerto. O registro do show realizado em SP este ano contou com fãs vindos de todo o Brasil e retoma um fenômero há tempos não visto em shows do gênero no país, a energia e a interação entre banda e público.

Aproveitando o embalo deixei para os ouvintes internautas um trecho inédito da entrevista que não irá ao ar no dia 29 onde a cantora dá uma dica de música independente de boa qualidade, ouçam:

O site da cantora para quem quiser mais informações sobre o grupo é o http://www.pitty.com

Até mais.

Antes de mais nada muito obrigado a todos que estão postando suas mensagens (críticas, sugestões e elogios) em nosso blog.

Antes de mais nada muito obrigado a todos que estão postando suas mensagens (críticas, sugestões e elogios) em nosso blog.

Continuem assim.

O CENÁRIO DAS (NOVAS) CANTORAS DO BRASIL

Esta semana passaram várias intérpretes pelos estúdios da CBN para as próximas edições da Sala de Música do CBN Noite Total.

Alzira Espíndola, Patty Asher, Solange Sá, Banda Vega (liderada pela bela voz de Cláudia Gomes), além de outros nomes que já passaram por aqui e os já agendados Fabiana Cozza e Elba Ramalho.

O time feminino da música brasileira, há muito, foi sempre formado por grandes talentos e o mais empolgante, pelo menos para quem aprecia a música brasileira, é ver nascer um grande número de outros talentos.

Se as rádios musicais ditas “jovens” estão em decadência, levando-se em conta a fraquíssima qualidade da programação musical, com relação ao crescente cenário de produção da música brasileira, de uma maneira geral, seja rock, mpb tradicional, jazz ou música erudita, o melhor a fazer é pesquisar o catálogo de “selos” ou “pequenas gravadoras” que surgem e investem a cada dia nesses novos talentos.

Enquanto as rádios agonizam diante de uma falsa vitrine onde vangloriam os duvidosos “altos índices de audiência com perfil “a’ ou público “c” e as grandes gravadoras demonstram que perderam o rumo com a revolução tecnológica do dia-a-dia, essas “pequenas” sabem o que estão fazendo.

Do outro lado estão os músicos consagrados que começam a desenvolver seu próprio negócio, ou seja, sua própria gravadora, como já é o caso de Djavan (Luanda Records) e Elba Ramalho (Ramax), só para citar dois grandes nomes.

No meio do fogo cruzado estão os novos artistas que não têm muita opção a não ser bancar o que oferecem as gravadoras tradicionais, como eu já disse, aparentemente sem rumo, ou bancar seu próprio produto com divulgação nos canais que a internet oferece.

De qualquer maneira a independência é a grande tendência em detrimento aos caminhos que seguem as “grandes” companhias fonográficas e graças ao aumento de oportunidades por conta das novas gravadoras e da internet.

É isso !

Olá blogueiros e blogueiras,

antes de mais nada obrigado pelas mensagens que os senhores vêm postando desde a publicação desse blog da Sala de Música.

Lembro que no próximo sábado já colocaremos no ar a participação do Paulo Moura, no horário habitual das 21h.

Quem tiver a oportunidade de ouvir não deve perder, a entrevista está bem legal, tem muitas histórias da trajetória do músico e ele fala também dos relançamentos já comentados aqui nesse espaço.

Agradeço também todos que já estão participando da comunidade no orkut.

Na semana passada estive no Rio de Janeiro para gravar uma Sala de Música na residência do cantor e compositor Djavan.

Na conversa gravada o ouvinte poderá conferir os detalhes do novo disco Matizes lançado pela gravadora do músico a Luanda Records.

Entre perguntas e respostas os músicos que acompanham o cantor alagoano chegavam para dar início, logo após a entrevista, a um dos últimos ensaios que antecedem o início da nova turnê mundial do artista, que terá início no próximo fim de semana em Santos, SP.

O programa na íntegra deverá ir ao ar em dezembro, mas fiquem de ouvidos ligados na Sala de Música do CBN Total durante a semana pois estarei soltando alguns trechos da entrevista.

Como promessa é dívida deixo a seguir alguns trechos de três músicas da cantora Patty Asher, o CD Bacharach Bossa Club, lançado pelo selo de Roberto Menescal em comemoração aos 80 anos do maestro americano e aos 50 anos da Bossa Nova.

Ainda desconhecida do grande público, Patty Ascher foi semifinalista da primeira edição vocal do Prêmio Visa de MPB, em 1999.

Abraços e até breve.

I SAY A LITTLE PRAYER

RAINDROPS KEEP FALLING ON MY HEAD

THERE´S ALWAYS SOMETHING THERE TO REMIND ME